Compre On-line!

Receba seu produto em casa, retire ou instale na loja mais próxima!

Voltar para Notícias

Aditivo de Radiador: a importância de escolher corretamente o fluído de arrefecimento.

É bastante provável que já tenha ouvido falar do radiador do carro. Mas sabe o que ele faz e o que é fundamental para que ele funcione bem?

O radiador faz parte do sistema de arrefecimento do carro e tem função de realizar a troca de calor entre o ambiente externo e o fluído que utilizado para resfriar o motor do carro. Pode parecer complexo, mas é muito mais simples do que a gente imagina. Durante o funcionamento do motor é preciso que haja a circulação de fluidos (que podem ser o aditivo, água ou óleo) no interior dele, para que assim, haja um controle da temperatura, após sair do motor, o fluído é enviado para o radiador. Ele circula pelas serpentinas das peças para resfriar e receber a ventilação da ventoinha para assim voltar a ser utilizado no sistema.

2

Os principais carros que andam pelo Brasil têm motores arrefecidos à água ou aditivos (que podem ser associados a água). Com a modernização da tecnologia foi possível desenvolver produtos que cumprissem melhor o papel de resfriar o motor. A limitação da água deve-se ao fato dela mudar de estado físico com temperaturas muito próximas as que o motor trabalha. Em média a temperatura ideal de funcionamento do motor é de 90ºC (nos modelos nacionais) e a água entra em ebulição aos 100ºc.

3

Para que serve o aditivo?

O aditivo tem a importantíssima função de manter o equilíbrio térmico do interior do motor. Ele passou a ser usado e indicado pelos fabricantes por ter ponto de ebulição (evaporação) e fusão (congelamento) mais extremos do que a água. Por exemplo, enquanto a água evapora à 100ºC e congela a 0º os aditivos só congelam em temperaturas inferiores a -30ºC e evaporam a com temperaturas superiores à 160ºC. Isso diminui significativamente a pressão no interior do motor e dutos do sistema de arrefecimento.

Outro destaque dos aditivos é o fato de atuarem como antioxidantes, ou seja, impedindo a oxidação de peças, dutos e bloco do motor. A oxidação é popularmente conhecida como ferrugem.

Se você usa só água no seu reservatório do radiador, pode perceber o acúmulo de um material sedimentado no reservatório, muito parecido com uma borra. Isso é resultado da ação dos minerais presentes na água em contato com os componentes do sistema. Usar aditivo impede que o problema piore e previne o desgaste de outras peças como bomba d'água, válvula termostática e tubulações.

Quais tipos de aditivos existem?

Antes de falar sobre os dois tipos de aditivos que existem, é bom lembrar que cada montadora tem as indicações ideais para seus modelos. Vale a pena conferir no manual do proprietário essas informações, para assim, garantir o funcionamento ideal do motor.

Existem duas opções de aditivos para radiadores. Um concentrado, que depende de diluição para o uso, e outro já diluído e por isso pronto para o usar. Não existe diferença na qualidade ou eficácia deles, o importante é seguir as orientações do manual.

Se usar o aditivo concentrado, é preciso fazer a diluição com água desmineralizada, como o próprio nome indica, sem minerais que colaboram para oxidação do sistema.

4

Quando devo trocar o aditivo?

Se o sistema de arrefecimento estiver com a manutenção isolado e permanece fechado, as perdas se tornam muito pequenas. Porém, caso haja vazamentos ou fluxo de sedimentos o aditivo tende a ficar carregado de detritos. Você pode observar se o nível no reservatório diminui ou se a cor do fluido teve grande alteração. Caso perceba algum desses problemas procure uma oficina especializada.

A maior parte dos aditivos para radiador tem como orientação a troca a cada 30 mil quilômetros rodados. Faça a leitura das informações da embalagem e o registro delas, assim não corre o risco de esquecer quando fazer uma visita ao mecânico.

Que riscos eu corro se não usar aditivo?

Usar só água no lugar do aditivo pode gerar bastante dor de cabeça! Como os motores trabalham em temperaturas muito próximas a de ebulição da água, usar somente água pode elevar a pressão interna dos dutos e forçar o escape do vapor, além de elevar a temperatura do interno.

Outro grande problema comum em veículos que usam água no lugar de aditivos é o acúmulo de sedimento nos dutos e mangueiras. É possível observar o entupimento desses dutos e serpentinas do radiador. Os minerais e ação da água no interior do sistema, caso não esteja associada a um aditivo, pode gerar a oxidação de peças e inclusive desgaste excessivo na bomba d’água e válvula termostática.

6

Onde e como comprar o aditivo de radiador para seu carro?

O primeiro passo é ler o manual do proprietário e identificar o aditivo indicado pela montadora. A seguir é só clicar aqui para ir à Loja Virtual da Autoglass e escolher entre os aditivos concentrados e diluídos do nosso estoque. Você pode optar entre receber em casa ou retirar em uma das mais de 70 lojas! Quando o assunto são vidros, peças e aditivos a Autoglass é referência. Temos o maior estoque de vidros e autopeças da América Latina e toda garantia de qualidade que você precisa para ter a certeza de estar escolhendo o melhor para o seu carro. Pensou em aditivos? Autoglass é o nome certo!

O QUE VOCÊ PROCURA?

SIGA A AUTOGLASS NAS
REDES SOCIAIS:

FALE COM A AUTOGLASS:

  • 0800 025 6313 | Consumidor
  • 0800 707 5150 | Segurado – Elogio/Reclamação
  • 0800 979 3828 | Revendedor
  • 0800 701 5222 | Oficina